Plantas Adstringentes

Plantas que produzem contracção das mucosas e sensação de secura.

As plantas adstringentes condensam e compactam a acção nos tecidos e órgãos do corpo. Elas agem interrompendo as secreções excessivas. Embora ressequem, também são utilizadas para preservar a humidade; têm uma acção curativa na pele e membranas mucosas.

A Ayurveda distingue três tipos diferentes de acção adstringente:

  • Hemostática:  interrompem o sangramento, normalmente arrefecem o sangue. Estão relacionadas a ervas alterativas, purificadoras do sangue. O seu sabor é normalmente adstringente ou amargo. Ex: hibisco, alteia, urtiga, açafrão, açafrão-das-Índias, carvalho branco.
  • Anti-diarreica: também podem ajudar a eliminar o suor excessivo, urina e emissão seminal espontânea. Normalmente têm energia fria e sabor adstringente e amargo. Ex: consolda-maior, genciana, semente de lótus, framboesa, carvalho branco.
  • Cicatrizante (uso externo): promovem a recuperação do tecido danificado por cortes, feridas, queimaduras, etc. Elas são frequentemente usadas externamente na forma de cataplasmas e pachos. ). Muitas são demulcentes e emolientes, amolecem e acalmam a pele e as membranas mucosas. Ex: aloé vera, alteia, consolda-maior, bolsa de pastor, ulmeiro e açafrão-das-Índias. Algumas plantas possuem as três acções adstringentes e popularizaram-se como “plantas que curam tudo”: consolda-maior, alteia.

Nem todas estas plantas são adstringentes em gosto.


Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: